Saúde

BARRETOS - Prefeitura elimina mais de 1.600 focos de larvas do Aedes aegypti desde o início de março

BARRETOS - Prefeitura elimina mais de 1.600 focos de larvas do Aedes aegypti desde o início de março

45 toneladas de materiais que poderiam servir como criadouro foram retirados dos imóveis neste mês.

Nesta quinta-feira, 21, os agentes estarão nos bairros Baroni, Alvorada e Jardim de Allah.

A Prefeitura da Estância Turística de Barretos eliminou 1.686 focos com larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, chikungunya e zika desde o início do mês. Os agentes estiveram em mais de 12 mil imóveis. Eles orientam os moradores sobre como evitar criadouros no dia a dia e eliminam as larvas encontradas As equipes ainda retiraram dos quintais mais de 45 mil quilos de materiais sem serventia, que poderiam servir como criadouros.

A prefeita Paula Lemos acompanhou na última semana a inspeção no quintal de uma residência do qual as equipes retiraram 13 caminhões com pneus, latas, garrafas e outros materiais, muitos deles com água parada. A situação do imóvel foi denunciada por um munícipe no “Fala Barretos”, iniciativa em que a prefeita ouve as demandas da população nas manhãs de segunda-feira.

“Precisamos que a população nos ajude, que cada um cuide de sua casa e quintal, não acumulando itens que podem servir de criadouro para o Aedes aegypti”, reforçou Paula. “O maior problema da dengue em nossa cidade está em situações como esta, está nas casas habitadas”, ressaltou.

Paula destacou a importância de a população receber o agente para a visita domiciliar.

“E se tem na sua vizinhança um acumulador, que está colocando em risco o bairro todo, denuncie. Precisamos estar todos unidos porque a dengue mata”, observou a prefeita.

A Ouvidoria recebe as informações passadas pela população e encaminha para o Controle de Vetores, que vai até a residência informada. O trabalho para retirar os itens do quintal desse imóvel denunciado pelo “Fala Barretos” levou três dias, mobilizando mais de 10 profissionais, dois caminhões e uma pá carregadeira.

Próximas ações

Basta uma tampinha de garrafa para acumular água e o Aedes aegypti se reproduzir. O Controle de Vetores reforça que materiais sem uso devem ser descartados, pois no quintal podem servir de criadouro para o mosquito transmissor da dengue e de esconderijo para ratos, baratas e escorpiões.

Nesta quinta-feira, dia 21, os agentes do controle de vetores realizam a varredura, com visita casa a casa nos bairros Baroni, Alvorada e Jardim de Allah. Os agentes baterão de porta em porta, entretanto, os moradores desses bairros também podem contribuir já deixando na calçada objetos sem uso para serem recolhidos pelas equipes.

Serviço:

Onde denunciar imóveis com possíveis criadouros?

Na Ouvidoria da Prefeitura.

Como denunciar?

Por ligação ou mensagem de WhatsApp: (17) 3612-2100

Pessoalmente: na sala da Ouvidoria, no prédio da Prefeitura.

Outras notícias

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites