Polícia

COLÔMBIA - ESTUPRO DE VULNERÁVEL: Criança de 12 anos denuncia tio por abuso sexual; Caso ocorreu durante briga do pai e do tio em fazenda de seringueira

COLÔMBIA - ESTUPRO DE VULNERÁVEL:  Criança de 12 anos denuncia tio por abuso sexual; Caso ocorreu durante briga do pai e do tio em fazenda de seringueira

(Foto: Reprodução/crédito: Gerd Altmann/Pixabay)
O menino não havia compartilhado a experiência anteriormente, pois seu tio o ameaçou, dizendo que ninguém acreditaria nele

Fazenda de Colômbia foi cenário de um evento chocante recentemente, situada às margens do quilômetro 452 da Rodovia Brigadeiro Faria Lima, quando um caso de abuso sexual foi denunciado. A vítima é um menino de 12 anos identificada como "M.A.G.S.", e o autor é o tio da criança, "A.S".

A denúncia surgiu no contexto de uma ocorrência de violência doméstica, que levou a uma intervenção da Polícia Militar. Os policiais militares Cabo PM César e Cabo PM Carlos Eduardo, da viatura Agro-33.102, foram acionados pelo COPOM 190 para atender a essa ocorrência na Fazenda, próxima à subestação de energia.

Ao chegarem ao local, encontraram "M.R.G." com seus três filhos, sua irmã e seu sobrinho, esperando por eles à beira da rodovia. "M." informou que seu marido, "C", e o cunhado "A.S", haviam consumido bebida alcoólica durante a tarde. Uma discussão entre os dois escalou rapidamente para uma briga física. Temendo que a situação piorasse, "M.R.G.", a irmã e as crianças buscaram ajuda chamando a polícia.

Enquanto aguardavam a chegada dos policiais, o filho de "M.R.G.", "M.A.", de apenas 12 anos, compartilhou uma angustiante história. Ele revelou que seu tio "A.S" vinha abusando sexualmente dele desde o período em que moravam em Araçatuba/SP. Os abusos incluíam atos de natureza sexual e ocorreram em duas ocasiões específicas.

"M.A." detalhou que os abusos tiveram início quando ele e seu tio estavam pescando juntos à beira de um rio, bem como quando estava sozinho em casa com "A.S". Os eventos ocorreram aproximadamente três a quatro semanas antes da denúncia, e o menino não havia compartilhado a experiência anteriormente, pois seu tio o ameaçou, dizendo que ninguém acreditaria nele.

A família mudou-se para a cidade de Colômbia há apenas duas semanas para trabalhar na lavoura de seringueira. "M.R.G." informou que a casa onde residem é habitada por ela, seu marido, seus três filhos e seu cunhado, "A.S".

A polícia está conduzindo uma investigação detalhada para apurar os fatos e garantir que "A.S" seja responsabilizado pelo crime de abuso sexual contra o menor.

Outras notícias

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites