Educação

RIO PRETO - Câmara aprova criação de 72 novos cargos para Educação

RIO PRETO - Câmara aprova criação de 72 novos cargos para Educação

Imagem: Sérgio Sampaio

Os vereadores aprovaram em regime de urgência projeto de lei do Executivo que cria 72 cargos no serviço público de Rio Preto sendo 63 vagas para professores PEB I, dois para Coordenador Pedagógico, três para Diretor de Escola e quatro cargos de Agente Administrativo.

Ainda em urgência outros dois projetos foram aprovados ambos de autoria de vereadores, sendo um de autoria de Bruno Marinho (PRD) que inclui no Calendário Oficial do Município de Rio Preto o dia do Jahrei a ser comemorado anualmente no dia 15 de junho. Johrei é concebido como o processo de canalização da Energia Espiritual. 

O outro projeto de autoria do vereador Peixão que inclui o evento Troféu Metrópole, no Calendário Oficial do Município também foi aprovado. O Troféu vai premiar instituições e projetos pelo atendimento de excelência para cultura, arte e educação desenvolvidos na Região Metropolitana de São José do Rio Preto que abrange 37 cidades. O evento deverá ser comemorado anualmente na segunda quinzena de maio.

Os vereadores ainda votaram o mérito ao projeto do vereador Bruno Moura (PRD) que institui o rodeio e demais atividades equestres como manifestações culturais, passando a fazer parte do Calendário Oficial do Município. O outro projeto foi o de autoria do vereador Robson Ricci (Republicanos) que teve a sua legalidade aprovada, o mesmo permite a circulação de motocicletas conduzidas por moto-entregadores nas faixas exclusivas de ônibus, na forma que especifica. O Executivo estabelecerá, em regulamento, os critérios e condições necessárias para efetivação do disposto na proposta


Vista 

A pedido do vereador Jorge Menezes (PSD) foi aprovado vista a votação da legalidade do projeto de autoria do vereador Jean Dornelas (MDB) subscrito pela vereadora Cláudia De Giuli (MDB) que dispõe sobre a obrigatoriedade da implantação de transporte especial por parte dos Condomínios e Associações de Moradores de bairros residenciais fechados no município de Rio Preto.

Veto derrubado

Com 16 votos contra os vereadores derrubaram por unanimidade o veto do Executivo ao projeto de lei do vereador Celso Luiz Peixão (MDB) que autorizava a criação do curso pré-vestibular para pessoas em situação de vulnerabilidade da cidade. O parlamentar pedido apoio a derrubado do veto e afirmou que espera que o Executivo não entre com pedido de Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) pois o projeto é meritório.

Outras notícias

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites